Notícias

O Cosems esteve presente nas discussões em todas as macrorregiões, com a participação de membros da Diretoria Executiva.

Nesta quinta-feira (11) aconteceu na Unichristus, o quarto  seminário macrorregional da Programação Geral das Ações e Serviços de Saúde (PGASS), que contou com a presença na abertura do Secretário da Saúde do Estado, Henrique Javi. O Cosems esteve presente através do presidente, Josete Tavares, nos eventos da Macrorregião Fortaleza e Norte. Na Macro Litoral Leste/Jaguaribe, a entidade foi representada pelo diretor financeiro, Ângelo Nóbrega, já na Macro Cariri, pela vice-presidente Sayonara Cidade.

No último encontro o Secretário da Saúde do Estado falou sobre esse novo momento da pasta. “A importância dessa pactuação pode ser dividida em dois pilares. Um é a transparência, para a gente ter percepção clara da demanda e da oferta dos serviços de saúde na macrorregião. A outra condição é poder reorganizar o sistema, de tal maneira que possa ser utilizado ao máximo o potencial de oferta de todas as unidades de saúde na região”, afirmou Henrique Javi.

 O presidente do Cosems, Josete Tavares, sublinhou a participação da entidade desde o primeiro momento nas etapas de discussão com a Sesa e a Aprece. “Não podemos perder de vista como era 10 anos atrás em relação ao parque tecnológico da saúde. Precisamos rever nossa história, mas também antever nosso futuro que deve trazer redução com os gastos na base primária da saúde. Precisamos pensar outras alternativas, olhar por outro ângulo” falou o presidente.

Os seminários contaram a presença de representantes de prefeituras, secretários municipais, coordenadorias regionais de saúde e técnicos, além de representantes da Procuradoria da República Federal, Ministério Público e Defensoria Pública.

O evento desta quinta finaliza a primeira etapa do programa com a sequência dos quatro seminários previstos. “A iniciativa corajosa, demonstra a boa vontade em buscar acertar e contribuir no processo de atualização da programação dos serviços de saúde na perspectiva das necessidades da população, do acesso, da oferta, capacidade instalada da rede de unidades SUS”, comentou a vice-presidente do Cosems e secretária municipal de saúde de Cedro, Sayonara Cidade.

O QUE É A PGASS

A PGASS substitui a Programação Pactuada Integrada (PPI) e é novo modelo de pactuação das ações e do financiamento da saúde entre os municípios e o Estado, baseados na tripla meta, que além da assistência, inclui também a vigilância em saúde e a assistência farmacêutica.

Os critérios e parâmetros da PGASS são referenciais quantitativos utilizados para estimar as necessidades de ações e serviços de saúde, constituindo-se em referências para orientar os gestores do SUS dos três níveis de governo no planejamento, programação, monitoramento, avaliação, controle e regulação das ações e serviços de saúde. As decisões são tomadas de acordo com as realidades epidemiológicas e a disponibilidade de recursos orçamentários e financeiros, sem qualquer caráter impositivo ou obrigatório, visando a equidade de acesso, a integralidade e a harmonização progressiva dos perfis da oferta das ações e serviços de saúde.

Os seminários macrorregionais realizados pela Secretaria da Saúde do Ceará fazem parte da primeira etapa da implantação da PGASS. A metodologia de implantação compreende quatro etapas: registro informatizado das diretrizes, objetivos e metas dos planos de saúde, dos três entes federados; modelagem de redes/ações temáticas e estratégicas; programação das ações e serviços de saúde (aberturas programáticas, pacotes de serviços, redes) e compatibilização entre dimensionamento das etapas anteriores; contratualização. A conclusão da primeira etapa, com a realização dos seminários, terá como produto a pactuação explicitando compromissos assumidos entre os gestores de cada região de saúde e a identificação de vazios assistenciais.

Com informações da Ascom SESA

Assessoria de Comunicação do Cosems
Amanda Macêdo / Fernando Cruz / Karlla Gadelha / Mário Cabral
Contato: (85)3101-5444 / E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

SESA promove seminários macrorregionais para discussão da PGASS

Nesta quinta-feira (11) aconteceu na Unichristus, o quarto  seminário macrorregional da Programação Geral das Ações e Serviços de Saúde (PGASS), que contou com a presença na abertura do Secretário da Saúde do Estado, Henrique Javi. O Cosems esteve presente através do presidente, Josete Tavares, nos eventos da Macrorregião Fortaleza e Norte. Na Macro Litoral Leste/Jaguaribe, a entidade foi representada pelo diretor financeiro, Ângelo Nóbrega, já na Macro Cariri, pela vice-presidente Sayonara Cidade.

No último encontro o Secretário da Saúde do Estado falou sobre esse novo momento da pasta. “A importância dessa pactuação pode ser dividida em dois pilares. Um é a transparência, para a gente ter percepção clara da demanda e da oferta dos serviços de saúde na macrorregião. A outra condição é poder reorganizar o sistema, de tal maneira que possa ser utilizado ao máximo o potencial de oferta de todas as unidades de saúde na região”, afirmou Henrique Javi.

O presidente do Cosems, Josete Tavares, sublinhou a participação da entidade desde o primeiro momento nas etapas de discussão com a Sesa e a Aprece. “Não podemos perder de vista como era 10 anos atrás em relação ao parque tecnológico da saúde. Precisamos rever nossa história, mas também antever nosso futuro que deve trazer redução com os gastos na base primária da saúde. Precisamos pensar outras alternativas, olhar por outro ângulo” falou o presidente.

Sub-categorias

Pagina 7 de 7