Notícias

Cerca de 170 profissionais da 7ª CRES serão qualificados pelo Projeto em dois dias de oficina

 

 

 

Com adesão de 100% dos municípios, a 7ª Região de Saúde de Aracati, iniciou na manhã desta terça-feira (8), a Oficina 1 do Projeto QualificaAPSUS Ceará, com o tema “Atenção Primária à Saúde: Fundamentos, Gestão e Avaliação da Qualidade”. O evento reúne cerca de 170 profissionais da Atenção Primária e tutores até hoje, na Faculdade Vale do Jaguaribe, localizada no município de Aracati.

A coordenadora da 7ª CRES e facilitadora estadual do Projeto, Gláucia Porto e a também facilitadora, Jussara Santos, fizeram a apresentação da iniciativa estadual que propõe a reorganização do Modelo de Atenção, a partir da reestruturação da Atenção Primária nos municípios e a implantação e implementação das Redes de Atenção.

 

 

 

“Os rumos para a qualificação da Atenção Primária à Saúde”, foi o tema disparado pela coordenadora do QualificaAPSUS Ceará, Carmem Cemires, em palestra para os profissionais. “Nós não temos a cultura no país, de monitorar e avaliar quanto por cento a gente responde em termos das necessidades de saúde da população. Hoje, a nível internacional, a Atenção Primária é capaz de resolver 95% dos problemas. No Brasil, estamos resolvendo, em média, 45 a 50 por cento”, afirmou Cemires apontando para os objetivos do Projeto.

Compuseram a mesa de abertura a coordenadora do Projeto, Carmem Cemires; a facilitadora estadual, Gláucia Porto; a presidente do CESAU, Ana Mello; o secretário de Itaiçaba, Emerson Gomes (representando o COSEMS); o secretário de Aracati, Moacir Tavares; a secretária de Fortim, Márcia Vieira; e o secretário de Icapuí, Reginaldo Alves.

 

 

Emerson Gomes, que também é presidente da CIR na região, ressaltou o papel que o COSEMS vem desempenhando no fortalecimento do vínculo entre as secretarias e endossou o discurso de Carmem Cemires quanto à importância de se perseguir um maior poder de resolubilidade na APS. “Precisamos, cada vez mais, nos estruturar tecnicamente e tecnologicamente, para que as ações sejam sustentáveis. Isso envolve a qualidade dos serviços, dos colaboradores e do gasto do dinheiro público”, discursou o secretário.

 

 

 

 

 

 

Para o secretário de saúde de Aracati, Moacir Tavares, “fazer o Qualifica é ter tecnologia leve, que reorganiza o sistema. Ele relembrou do contexto social em que que foram criados os agentes comunitários de saúde, contribuindo naquela época para diminuição da mortalidade infantil com o incentivo ao aleitamento materno e visionou uma outra função nos tempos atuais para os profissionais . “O papel dos agentes comunitários de saúde tem que ser aperfeiçoado, eles tem que ser de fato a ponta de lança. É o agente de saúde que tem que ser o coordenador do cuidado da atenção primária, eles tem que fazer o apontamento para nós daquilo que esquecemos de tratar que são os condicionantes e determinantes de vida”, apontou Tavares.

Números do QualificaAPSUS Ceará

Em 2016, foram capacitados 229 Facilitadores Regionais que atuaram em 12 Regiões de Saúde do Estado, contemplando 90 municípios e 3.318 trabalhadores da Atenção Primária nas oficinas regionais, totalizando mais de 6 mil trabalhadores com a realização das oficinas municipais. No primeiro ciclo de Oficinas em 2017, 156 municípios enviaram técnicos para serem qualificados.

Um das estratégias do Projeto QualificaAPSUS Ceará é o estabelecimento de padrões de qualidade comuns para a Atenção Primária por meio da certificação das equipes com selos de qualidade. Na primeira etapa, será atribuído o Selo Bronze, que tem como foco a garantia da segurança do usuário e da equipe. Nas etapas subsequentes, serão atribuídos os Selos Prata e Ouro, relacionados ao gerenciamento dos processos e os resultados para a comunidade. O instrumento de avaliação vai possibilitar a verificação do estágio de desenvolvimento alcançado pelas unidades de saúde, identificar e corrigir as não conformidades, bem como desenvolver planos para melhoria contínua. Serão definidas unidades laboratórios em que serão implantadas as mudanças estruturais e processuais com a participação de tutores.

 

Assessoria de Comunicação do Cosems
Amanda Macêdo / Fernando Cruz / Karlla Gadelha / Mário Cabral
Contato: (85)3101-5444 / E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.