Cerca de 140 alunos, entre gestores, coordenadores e profissionais da saúde participaram das capacitações durante nove meses

 

Após nove meses, foi concluída na cidade de Iguatu, na região Centro-Sul do Ceará, um projeto de capacitação realizado pelo Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, com o governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde (Sesa) e municípios integrantes das Coordenadorias Estaduais de Saúde de Iguatu e Icó.

Os cursos ofertados foram propostos em pactuação entre governo Federal, Estadual e municípios, nas temáticas de Gestão de Vigilância Sanitária; Gestão de Clínicas; Regulação e Saúde e Gestão de Políticas de Saúde e Informações por Evidência.

Cerca de 140 alunos (gestores, coordenadores e profissionais de Saúde) participaram das capacitações. “A nossa formação tem uma metodologia ativa a partir da construção coletiva do aluno”, explicou Juliana Braga, coordenadora do programa e gestora de Aprendizagem do Hospital Sírio-Libanês.

Por receber isenção fiscal, o hospital paulista em contrapartida oferece ao SUS treinamento de gestão em Saúde. Os cursos foram concluídos nesta terça-feira, no auditório do Hospital Regional de Iguatu. “A nossa avaliação é muito positiva e a metodologia ativa centrada no aluno ajuda na construção do processo de aprendizagem e autonomia”, disse Juliana Braga. Espera-se que com o decorrer do tempo ocorra melhoria nos sistemas locais de Saúde a partir da sensibilização dos gestores. “Acredito na Educação e o que se construiu aqui vai dar resultado”, frisou Juliana Braga.

Avaliações

O secretário de Saúde de Iguatu, Marcelo Sobreira, frisou a importância dos cursos para a capacitação dos gestores e profissionais de saúde que atuam como coordenadores nos municípios. ‘É uma formação muito rica, com uma metodologia eficaz e espero que tenha continuidade com novos treinamentos”, disse.

A gestora de Saúde de Icó, Jequélia Alcântara, avaliou como excelente oportunidade a participação no curso de Gestão de Políticas de Saúde e Informações por Evidências. “É muito bom, aprimora os conhecimentos e ajuda na tomada de decisões administrativas”, frisou.

Os recursos na Saúde são escassos e é preciso uma correta e eficaz aplicação. O gestor de Saúde de Ipaumirim, Rikelme Medeiros considerou interessante a metodologia aplicada no treinamento. “É de acordo com a realidade de cada município”, frisou. “Ajuda no planejamento das ações”.

Matéria Diário do Nordeste - 06.12.2017

--

Assessoria de Comunicação do COSEMS/CE
Amanda Macêdo / Fernando Cruz / Karlla Gadelha / Mário Cabral
Telefone: (85) 3101.5444
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.