Municípios

O município do Cariri e Fortaleza são finalistas para premiação nacional de práticas em educação permanente de saúde

 

Na última segunda-feira, dia 23, as representantes da comissão avaliadora do Laboratório de Inovação em Educação na Saúde, Fátima Meirelles e Vânia Teixeira, iniciaram as visitas no município do Crato, para conhecer em profundidade as experiências com foco em Educação Permanente desenvolvidas no Sistema Único de Saúde (SUS) na cidade. Essa visitação faz parte da última etapa do processo de seleção para o Laboratório de Inovação em Educação na Saúde, idealizado pelo Ministério da Saúde, por meio do Departamento de Gestão da Educação na Saúde da Secretaria de Gestão do Trabalho e da Educação na Saúde (DEGES/SGTES), e pela Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS).

O processo onde a Secretaria de Saúde do Crato, juntamente com a Universidade Federal do Cariri (UFCA) e Universidade Regional do Cariri (URCA), foi selecionada já passou pela aprovação de um projeto, cuja temática é a implantação dos Conselhos Locais de Saúde no município, posteriormente defendido pela enfermeira Duciele Pinheiro para uma banca de doutores em saúde, em Brasília.
Esse projeto tem como objetivo conhecer as inovações e as experiências exitosas que potencializam a formação e a qualificação dos trabalhadores e profissionais de saúde, melhorando o processo de trabalho em saúde no SUS. Estão concorrendo a essa premiação diversos estados brasileiros.

Do Ceará, foram selecionados dois projetos, sendo um de Fortaleza, da Secretaria de Saúde do Estado, e o outro do município do Crato. Segundo a Gerente da Célula de Vigilância Epidemiológica e Imunização da Secretaria Municipal de Saúde e Coordenadora do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde) GraduaSUS, Danielle de Norões, as práticas selecionadas para compor o Laboratório de Inovação serão sistematizadas pela equipe que está agora avaliando os resultados das ações implantadas pelo PET-Saúde GraduaSUS, desenvolvido por docentes que são preceptores do PET, coordenadores, tutores e alunos da URCA e UFCA que fazem parte dos cursos de Enfermagem, Educação Física e Medicina, bem como de profissionais da Secretaria Municipal de Saúde.

Saiba mais crato.ce.gov.br
Fonte: Prefeitura do Crato

 

 

A CIR realizada no último dia 28 de fevereiro, reuniu gestores e técnicos dos municípios da 18ª CRES, em Iguatu. A diretoria do COSEMS/CE esteve no encontro através do presidente Josete Tavares; A vice-presidente, Sayonara Cidade; o secretário de articulação, Rilson Andrade e o secretário geral, André Barreto.

A diretoria da entidade aproveitou a reunião na cidade sede do XVII Congresso do COSEMS, para anunciar que o evento será realizado na Universidade Regional do Cariri (URCA), nos dias 23 a 25 de maio.

A reunião que durou a tarde toda, contou com as seguintes temáticas: Apresentação da 18ª CRES/Iguatu; Apresentação dos Equipamentos Regionais; Apresentação dos Equipamentos Hospitalares de Referência Macro - Consolidado de 2017; Pleito da Secretaria de Saúde de Iguatu, cadastramento de Equipe de Saúde da Família/Saúde Bucal/ESF; Congresso do COSEMS.

Entre os presentes, além do secretário de saúde de Iguatu, Marcelo Sobreira, estiveram a secretária de saúde de Acopiara, Luciene Tavares; secretária de saúde de Catarina, Valéria Rodrigues; o secretário de saúde de Dep. Irapuan Pinheiro, Natanael Alves; o secretário de saúde de Jucás, Gleidson Furtado; secretária de saúde de Mombaça, Norma Lima; a secretária de saúde de Piquet Carneiro, Valéria Franco; a secretária de saúde de Saboeiro, Mayara Christinna.

 

 

--

Assessoria de Comunicação do COSEMS/CE
Amanda Macêdo / Fernando Cruz / Karlla Gadelha / Mário Cabral
Telefone: (85) 3101.5444
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

O XVII Congresso do COSEMS será realizado nos dias 23, 24 e 25 de maio de 2018

 

Na última quinta-feira (1), o COSEMS esteve em Iguatu, sede do XVII Congresso da entidade, para dar seguimento aos preparativos do evento a ser realizado nos dias 23 a 25 de maio. O secretário de saúde do município anfitrião, Marcelo Sobreira; a secretaria do gabinete, Lícia Neves; além do secretário de saúde de Quixelô e também secretário de articulação interinstitucional do COSEMS, Rilson Andrade, receberam membros da equipe organizadora para apresentação da cidade e discussão dos possíveis locais para realização do evento. A divulgação do local, programação científica, palestrantes e outros detalhes do Congresso serão divulgados a partir de março.

Quixelô

Também na quinta-feira (1), a Secretaria de Saúde de Quixelô participou da festa de Inauguração do Centro de Lazer Padre Agostinho, promovida pela Prefeitura local, como parte da programação alusiva aos 33 anos de emancipação política do município.

Na ocasião a SMS montou uma barraca para realização de atendimentos básicos, teste de glicemia, aferição de pressão, distribuição de preservativos e kits educativos e de prevenção ao mosquito Aedes aegypti. Além disso, as crianças participaram de jogos lúdicos com a temática de combate ao mosquito. Durante toda a semana foram realizados diversos atendimentos médicos especializados, tais como Ginecologia, Mastologia, Otorrinolaringologia e Urologia, além de exames de Ultrassonografia e Endoscopia.

O evento contou com as presenças da prefeita Fátima Gomes; senador José Pimentel, deputado federal, José Airton; deputada estadual, Miriam Sobreira e secretário de saúde de Iguatu, Marcelo Sobreira, além do secretário de saúde de Quixelô, Rilson Andrade.

 

 

--

Assessoria de Comunicação do COSEMS/CE
Amanda Macêdo / Fernando Cruz / Karlla Gadelha / Mário Cabral
Telefone: (85) 3101.5444
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Durante três dias, evento mobilizou gestores e universitários puderam discutir vários pontos da saúde pública estadual e nacional

 Durante os dias 31 de janeiro e 02 de fevereiro, a secretaria de saúde de Santa Quitéria em parceria com a prefeitura municipal, promove a I Jornada de Saúde, que traz o tema: “O Cuidado Integral ao Usuário do SUS”. Durante os três dias de encontro, estiveram presentes secretários, técnicos em saúde, políticos, representantes da 11ª Regional e a população local. O COSEMS/CE se fez presente através da apoiadora Sibelly Mourão.

 

Entre os assuntos discutidos, estiveram a nova PNAB, Humanização no SUS, Atenção à Saúde da Pessoa com Deficiência, Matriciamento no Âmbito do SUS, Saúde Bucal, AF, Saúde Mental. Além desses, outros assuntos como a Saúde do Idoso e RIS estiveram em pauta, onde cerca de 220 participantes puderam acompanhar diariamente. “A jornada foi pensada para atualizar os profissionais de saúde em um momento delicado de mudanças na saúde pública a nível estadual e nacional”. Relatou Ana Patrícia, secretária de saúde de Santa Quitéria.

  

 

Informações: Sibelly Mourão (apoiadora do COSEMS/CE); SMS de Santa Quitéria

 

--

Assessoria de Comunicação do COSEMS/CE
Amanda Macêdo / Fernando Cruz / Karlla Gadelha / Mário Cabral
Telefone: (85) 3101.5444
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Evento de dois dias reuniu secretários de saúde, conselhos de saúde, médicos, enfermeiros, técnicos e diversos outros profissionais da área

 

A Prefeitura de Fortaleza, através de Secretaria Municipal de Saúde, realizou entre os dias 30 e 31 de janeiro, na Universidade do Parlamento Cearense (UNIPACE), o I Seminário sobre Febre Chikungunya e outras Arboviroses do Nordeste, que reuniu durante dois dias, cerca de 500 participantes para discutir formas de combate e enfrentamento ao mosquito Aedes aegypti. O COSEMS/CE foi parceiro do evento e na abertura esteve representado pelo presidente da entidade, Josete Tavares e pela secretária executiva, Cacau Queiroz.


O seminário teve como objetivo promover conhecimentos nas áreas clínicas, vigilância, pesquisa, educação e outros setores, além de buscar a capacitação de gestores, pesquisadores, técnicos e profissionais da área. “Nós tivemos o privilégio de trabalhar o ano inteiro com vários secretários municipais e seus técnicos, secretaria de educação, as regionais, todos focados no combate ao vetor. Então, nós trabalhamos prioritariamente quatro linhas: A linha epidemiológica, que é o conhecimento da patologia; o combate ao vetor, que é o combate ao mosquito; o manejo clínico da doença, que é o que nós estamos fazendo neste evento; e o quarto ponto foi a estruturação da rede assistencial”, relatou Joana Maciel, secretária de saúde de Fortaleza.


Nomes importantes do cenário nacional, estadual e municipal engrandeceram os debates; o coordenador de Vigilância em Saúde de Fortaleza, Nélio Morais; o secretário executivo do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), Jurandi Frutuoso; o coordenador de Vigilância e Resposta às Emergências em Saúde Pública do Ministério da Saúde, Márcio Garcia; a Coordenadora de Promoção e Proteção da Saúde do Estado do Ceará, Daniele Rocha; a representante da Vigilância Epidemiológica do Rio Grande do Norte), Maria de Lima e o representante da Fiocruz, Rivaldo Venâncio.


Sem deixar de destacar a epidemia de Chikungunya no Estado do Ceará ocorrida no último ano, o coordenador de Vigilância do MS, Márcio Garcia, apresentou o cenário epidemiológico nacional das arboviroses dos últimos anos, apontando a redução do número de casos notificados e óbitos no ano de 2017. “Nacionalmente conseguimos atingir bons resultados e isso é fruto, especialmente, de uma união das três esferas de governo com a participação ativa das secretarias municipais de saúde, até porque o combate ao vetor, quem está na linha de frente são os profissionais dos municípios”, pontuou.

Garcia ainda comentou sobre o aumento do número de casos da febre amarela, especialmente, na Região Sudeste. “O que é atípico e que chama atenção são realmente estes casos de febre amarela silvestre cada vez mais se aproximando das grandes cidades, mas isso é fruto do crescimento populacional, às vezes desordenado, quando muitas vezes nós humanos invadimos as áreas de mata, então estamos colhendo um pouco as consequências disso”. Ele ainda frisou que o Ceará não é área de risco para doença. Informações e recomendações sobre a vacinação podem ser acessadas no site do Ministério da Saúde (acesse o portal do MS e saiba mais sobre a Febre Amarela http://portalms.saude.gov.br/saude-de-a-z/febre-amarela-sintomas-transmissao-e-prevencao).

 

--

Assessoria de Comunicação do COSEMS/CE
Amanda Macêdo / Fernando Cruz / Karlla Gadelha / Mário Cabral
Telefone: (85) 3101.5444
E-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.