CAMPANHA DE VACINAÇÃO CONTRA A GRIPE INICIA NESTA SEGUNDA (23)

Os grupos prioritários são idosos acima de 60 anos e trabalhadores da saúde

O Ministério da Saúde inicia nesta segunda-feira (23), a Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe (Influenza). Ela será dividida em três etapas. A primeira contemplará idosos com mais de 60 anos e trabalhadores da saúde. Devido a pandemia do Novo Coronavírus (COVID-19), é orientado que pessoas acima de 80 anos e idosos acamados recebam a aplicação da vacina em casa, e que as pessoas só compareçam aos locais de vacinação no período marcado para a vacinação do seu grupo, para evitar aglomerações.

É importante que cada município dentro da sua realidade atual de enfrentamento ao Coronavírus, informe à população os locais de vacinação e as orientações para evitar filas e deslocamentos desnecessários. Conforme Nota Técnica do COSEMS (20.03.20) os municípios devem tentar firmar parcerias com redes de drogarias, farmácias e afins para descentralizar ao máximo a aplicação das vacinas e na medida do possível, também fazer postos volantes.

Segunda fase

A segunda fase da Campanha Nacional de Vacinação contra a gripe, que terá início no dia 16 de abril, vacinará doentes crônicos, professores da rede pública e privada e profissionais das forças de segurança e salvamento.

Somente na última fase da campanha, que começa no dia 9 de maio, a campanha irá contemplar os demais públicos, com prioridade para crianças de seis meses a menores de seis anos, pessoas com 55 anos ou mais, gestantes ou mulheres em pós-parto (período de 45 dia após o parto), população indígena, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, e pessoas com deficiência.

Campanha antecipada

Segundo o Ministério da Saúde, a campanha foi antecipada neste ano, de abril para março, para proteger os grupos prioritários contra os vírus mais comuns da gripe. É importante destacar que a vacina contra influenza não tem eficácia contra o Novo Coronavírus (COVID-19), mas protege contra os outros tipos de vírus da gripe, auxiliando os profissionais de saúde na exclusão do diagnóstico para o Coronavírus, pois os sintomas são parecidos.

Outro objetivo é diminuir a procura da população por serviços de saúde, deixando que os profissionais se dediquem aos casos de COVID-19 e contribuam de melhor forma para a contenção dessa pandemia. Por isso, é extremamente importante que as pessoas se vacinem contra os outros tipos de gripe.

A meta é vacinar, pelo menos, 90% de cada um desses grupos, até o dia 22 de maio, com a expectativa de alcançar 67,6 milhões de pessoas em todo país. Para isso, o Ministério da Saúde adquiriu 75 milhões de doses de vacina que já estão sendo enviada aos estados.

Até o momento, a pasta enviou aos estados 15 milhões de doses e mais 4 milhões serão distribuídas até o final de março. A vacina, composta por vírus inativado, é trivalente e protege contra os três vírus que mais circularam no hemisfério sul em 2019: Influenza A (H1N1), Influenza B e Influenza A (H3N2).

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe envolve as três esferas gestoras do Sistema Único de Saúde (SUS), contando com recursos da União, das Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde.  

Com informações do Ministério da Saúde


Assessoria de Comunicação do COSEMS/CE

Fernando Cruz / Mário Cabral / Pedro Luna
Telefone: (85) 3101.5444

Assessoria de Comunicação do COSEMS/CE

Fernando Cruz / Mário Cabral / Pedro Luna
Telefone: (85) 3101.5444

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *