Municípios recebem doações de empresas para combate a COVID-19

A pandemia do Novo Coronavírus colocou o mundo todo em situação de escassez de equipamentos e insumos para os profissionais da saúde e populações. Neste cenário, empresas de diversos setores começam a construir uma rede de solidariedade, readequando o trabalho à produção de materiais que possam ter utilidade no combate à doença Covid-19.  

A empresa gaúcha Grendene, especialista na produção de calçados, mudou a rotina de trabalho e passou a confeccionar apenas Equipamentos de Proteção Individual (EPI), como jalecos, protetores faciais, máscaras, toucas e protetores para os pés. A empresa, que também tem fábricas no Ceará, tem feito contato direto com secretários de saúde e prefeitos dos municípios, para realizar doações que já estão chegando aos profissionais da saúde.

De acordo com o Gerente Industrial da Unidade do Crato, Carlos Salatiel, foram doados até o momento 32 mil EPIs somente para municípios da Região do Cariri. A empresa tem a meta de produzir um total de 250 mil EPIS, que serão doados principalmente nas macrorregiões de Fortaleza, Sobral e Cariri, locais onde a empresa tem lojas.

Para Lucimilton Macêdo, secretário da saúde de Juazeiro do Norte, um dos municípios beneficiados, a doação vem em boa hora. “Nós recebemos toucas descartáveis, aventais e protetores faciais, equipamentos essenciais, principalmente pela dificuldade neste momento de aquisição pelo município e que a gente está vivendo a curva ascendente da pandemia de coronavírus”, comentou o secretário.

Saiba como doar: Sesa disponibiliza canal exclusivo para recebimento de doações de insumos, materiais e equipamentos

Macro Fortaleza

Na macrorregião de Fortaleza, onde se concentra o maior número de casos da Covid-19, outras iniciativas também têm contribuído para aumentar a rede de empresas colaboradoras. A Estilo Feitiço, referência no mercado cearense de moda, realizou a fabricação de mil máscaras de pano que serão doadas para instituições beneficentes. Em falta no mercado nacional, o material contemplará, principalmente, aquelas pessoas que compõe o grupo de risco, os idosos. As instituições que irão receber o material são: Lar Torres de Melo, Lar Santa Terezinha, Casa de Nazaré e Lar Três Irmãs.

As máscaras são produzidas com tecido 100%, com camada dupla, conforme recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS). “Buscamos a melhor forma de contribuir com esse momento que é muito delicado. Contamos com o auxílio dos nossos funcionários, que apoiaram a ideia de ajudar quem tanto precisa do material. Queremos também programar a produção de um segundo lote para os próximos dias”, finaliza Marina Holanda, proprietária da Estilo Feitiço.

Outra brand cearense no ramo da moda, a DLT doou mil camisas brancas para os profissionais de saúde de hospitais públicos e privados da rede de assistência hospitalar. A ideia é que o material possa ser utilizado na rotina árdua de trabalho por médicos, enfermeiros e demais profissionais da saúde. “Esse é o momento de vestir a camisa da união e da solidariedade. Sabemos que muitos profissionais da saúde estão arriscando a vida por todos nós e nada mais justo do que a DLT promover uma ação com aquilo que a gente tem de melhor“, destaca Alexandre Vale, diretor da DLT.

Conheça outras iniciativas: Redes de voluntários se unem em iniciativas de solidariedade contra os impactos do coronavírus

 

 

 

 
 

Assessoria de Comunicação do COSEMS/CE

Fernando Cruz / Mário Cabral / Pedro Luna
Telefone: (85) 3101.5444

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *